Olodumare ilumine nossos caminhos.

Olodumare ilumine nossos caminhos.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

UMBANDA PARA REFLETIR

UMBANDA

A mais antiga referência literária e denotativa ao termo Umbanda é de Heli Chaterlain, Contos Populares de Angola, de 1889. Lá aparece a referência à palavra  Umbanda.

UMBANDA: Banto - Kimbundo = arte de curar.

Se a abolição dos escravos ocorreu no ano de 1888 e já nesta época os negros vivenciavam o sincretismo católico e indígena e misturava os as imagens e ritos como a pagelância, podemos concluir que tanto o candomblé quanto a umbanda vieram de uma mesma raiz : dos africanos e índios. E que tanto o Candomblé quanto a Umbanda são religiões Brasileiras de Matriz Africana! Pois o Candomblé teve com o processo de oralidade foi se constituindo com ritos especificamente brasileiros e a umbanda também!
Com o passar dos anos e com o surgimento do Kardecismo no Brasil desperta-se ali a Figura de Zélio de Morais que protestando contra o preconceito com espíritos de negros e caboclos faz surgir Uma umbanda fundamentada nos princípios kardecistas de reencarnação e transformas vários rituais até então utilizado Nas Umbandas denominadas de macumbas,
Umbanda Omoloko, Umbanda de preto-velhos-; - Umbanda de Caboclo -; ou mesmo formas mescladas com o esoterismo de Papus - Gérard Anaclet Vincent Encausse -, esoterismo teosófico de Madame Helena Petrovna Blavatsky (1831-1891), de Joseph Alexandre Saint-Yves d´Alveydre - Umbanda Esotérica, Umbanda Iniciática, entre outras) que foram se mesclando e originando diversas correntes ou ramificações da Umbanda com suas próprias doutrinas, ritos, preceitos, cultura e características próprias dentro ou inerentes à prática de seus fundamentos. Hoje temos várias ramificações da Umbanda que guardam raízes muito fortes das bases iniciais, e outras, que se absorveram características de outras religiões, mas que mantém a mesma essência nos objetivos de prestar a caridade, com humildade, respeito e fé.Resta então dizer em minha reflexão que todos viemos de uma mesma origem e seguimos a formação de nossos filhos nos valores, conceitos e fundamentos passados pela oralidade o que nos obriga a respeitar e valorizar todos os terreiros, Iles, barracões ..indistintamente!
Só nós poderemos fazer as demais religiões nos respeitarem e nos aceitarem nos unindo!

Nenhum comentário: