Olodumare ilumine nossos caminhos.

Olodumare ilumine nossos caminhos.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

http://www.redemulheresnegraspr.org.br


Lançamento do livro 

Mulheres Negras na primeira pessoa


No dia 08 de março, dia Internacional da Mulher, a Rede de Mulheres Negras - PR vai realizar o lançamento do livro Mulheres Negras na primeira pessoaO evento acontecerána sede da Secretaria Municipal de Política para as Mulheres (Rua Garibaldi, nº7, Largo da Ordem), às 19h.Vinte mulheres negras, de todo o país, são entrevistadas no livro, contam suas vidas e a relação delas com família, comunidade e educação. 

O conhecimento da vida dessas mulheres negras nos possibilita aprofundar a reflexão sobre a (des)construção de estereótipos racistas e sexistas,ainda presentes na sociedade brasileira. Durante a leitura surgirão, de formaincisiva, questões como: Como é possível uma mulher com pouca escolaridade deter tantos conhecimentos? De onde vem sua noção de compartilhamento, solidariedade, respeito aos demais entes da natureza, respeito às diferentes gerações, sobre temas como filosofia, psicologia etc. De onde vêm as variadas formas de se pôr no mundo?
As lições oferecidas pelas mulheres negras brasileiras mostram a grandeza do respeito e do acolhimento ao outro. A circularidade da família negra,comandada muitas vezes pelas mulheres, apresenta uma estrutura familiarmais ampla, difícil de se amoldar a sistemas mais individualistas.
Através desse livro serão conhecidas histórias de mulheres negras que valorizam a importância da educação formal, mas com dificuldades de acesso a ela. São, por exemplo, empregadas domésticas que trabalharam horasa fio para possibilitar que crianças e jovens da família estudem, se formem,para que possam ter uma vida com menos dificuldades. Para que essa nova geração não necessite silenciar diante de situações vivenciadas em uma sociedade racista, sexista e lesbofóbica, onde residem ainda, de forma latente ou explícita, o sentimento escravista insepulto, que tem incentivado a perenidade do racismo, do preconceito, da discriminação racial e do sexismo patriarcal,presentes no tecido social brasileiro. (Introdução - Mulheres Negras na primeira pessoa)

Nenhum comentário: